Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

segunda-feira, 9 de setembro de 2019
Esta é uma opinião completa e absolutamente tendenciosa, afinal de contas eu adoro The Lunar Chronicles da Marissa Meyer (só não li tudo dela porque a carteira não deixa) e sou maravilhada pela Alice no País das Maravilhas. Ou seja, temia e ansiava por ler esta fusão de prazeres na mesma medida e, como já habitual, só me arrependo de não ter lido esta história anteriormente. No entanto, impõe-se uma desculpa a mim mesma, ler os trocadilhos Lewis Carroll, aqui tão bem trabalhados por Meyer, em inglês não é fácil e embora eu esteja a melhorar nesta língua, ainda senti alguma dificuldade – hei-de reler este livro um dia. Mas vamos ao que interessa… 



Eu sou apaixonada por retellings e sou particularmente aficionada por todos aqueles que dão vida à história por detrás de um bom vilão. Esqueçam a Alice, ela é meramente citada nesta narrativa por consideração ao seu protagonismo, tudo em Heartless é Catherine, Queen of Hearts para o comum dos mortais, e é sensacional! 

Drama familiar, de corte e romântico, mais um pozinhos de lutas interiores e toda a excentricidade e fantasia que compõem o enredo original, ganham nova vida nestas páginas que nos contam de onde veio esta rainha e o porquê de se ter tornado tão fria e insensível, com sua icónica sentença off with his head!
Confesso, apaixonei-me e chorei. 

Tenho muita sorte, este ano tenho lido pouco mas com grande qualidade e este título, definitivamente, está entre os melhores. Dei por mim completamente submergida neste universo de aura sombria que se mascara em cores berrantes, com criaturas inimagináveis e onde todos os seres vivos pode ser humanizados revelando o melhor e o pior que se encontra entre nós. 

Lengalengas e trava-línguas, enigmas e lutas épicas, brotam em sonhos neste texto extraordinário, porque definitivamente nem tudo é o que parece e outro tanto nunca chega a ser. E sim, isto é uma fantasia mas em suma é também uma história sobre a coragem de se lutar por aquilo em que se acredita e contra o preconceito. É uma história que mostra que nem tudo é preto no branco, que por detrás do que consideramos como certo pode haver contornos impensáveis, recordando, assim, que não devemos julgar ou tirar conclusões sobre nada nem ninguém. 

Estas são as minhas ilações deste novo olhar sobre o País das Maravilhas, um livro se desenvolve antes do aparecimento de Alice e que retrata, na sua essência, a ascensão da Queen of Hearts. Recomendo muito, sem restrições, quanto a mim fiquei desejosa de ler tudo o que me falta ler desta autora. 

0 comentários :

Redes Sociais